Minhas Compras
Você adicionou a sua lista de compras. O que deseja fazer agora?
Continuar Comprando! Fechar Compra!

Criar Matrizes de Bordado - Criando Matrizes e Encantando Clientes!

Como cobrar por suas matrizes?!

Aprenda a como cobrar por suas matrizes!

Por Vitor Manoel dia em Blog

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

 Uma das maiores dúvidas dos programadores de matriz de bordados, é saber quanto cobrar pelas suas matrizes de uma forma justa, tanto para o cliente quanto para si próprio, e neste artigo vamos explorar um pouco desse assunto!

 Antes de fazer qualquer precificação em seu trabalho, é necessário que você observe alguns parâmetros que vão te auxiliar a chegar ao valor ideal, que são eles: a qualidade do seu serviço comparado a outros; o tempo que você leva para fazer a matriz; a complexidade da matriz; qual o valor médio desse tipo de trabalho em sua cidade/região.

Porque tudo isso?! Tudo isso irá influenciar em seu trabalho, pois é obvio que se você começou a fazer matrizes hoje não pode cobrar o mesmo preço de alguém que já trabalha com isso a anos, nem cobrar o mínimo de uma matriz que irá tomar o tempo do seu dia todo, ou então cobrar o dobro do valor médio que os programadores cobram em sua cidade, porque se algum desses parâmetros estiver estipulado de forma errada te levarão a se distanciar da sua possível clientela!

Isso não quer dizer que, se hoje você cobra R$10,00 por matriz amanhã não poderá cobrar R$20,00, ao contrário, o caminho para o sucesso é uma escada e a cada dia você irá subindo um degrau e consequentemente, a qualidade do seu trabalho aumentando, o seu preço DEVE aumentar pois quem deve se valorizar é VOCÊ!

Se restou alguma dúvida sobre este assunto, comente aqui em baixo ou então em nosso Facebook, que teremos o prazer de te ajudar!

 

Siga nos nas redes sociais

Facebook

Instagram

Youtube

  • Compartilhe esse post
  • Compartilhar no Facebook00
  • Compartilhar no Google Plus00
  • Compartilhar no Twitter

Deixe seu comentário aqui: